A esperança do Reino

IS. 32: 1-8 - “1- Eis aí está que reinará um rei com justiça, e em retidão governarão príncipes. 2- Cada um servirá de esconderijo contra o vento, de refúgio contra a tempestade, de torrentes de águas em lugares secos e de sombra de grande rocha em terra sedenta. 3- Os olhos dos que vêem não se ofuscarão, e os ouvidos dos que ouvem estarão atentos. 4- O coração dos temerários saberá compreender, e a língua dos gagos falará pronta e distintamente. 5- Ao louco nunca mais se chamará nobre, e do fraudulento jamais se dirá que é magnânimo. 6- Porque o louco fala loucamente, e o seu coração obra o que é iníquo, para usar de impiedade e para proferir mentiras contra o SENHOR, para deixar o faminto na ânsia da sua fome e fazer que o sedento venha a ter falta de bebida. 7- Também as armas do fraudulento são más; ele maquina intrigas para arruinar os desvalidos, com palavras falsas, ainda quando a causa do pobre é justa. 8- Mas o nobre projeta coisas nobres e na sua nobreza perseverará.”

Nesta palavra, extraimos do texto 5 realidades que aparecem e se manifestam quando o Reino de Deus é estabelecido: Justiça, Proteção, Suprimento, Saúde e Verdade.

Deixe seu comentário